>

abr/2018

Políticas públicas, tendências e oportunidades de negócios foram destaque na live da ABMP com especialistas baianos

Com novos canais e plataformas surgindo todos os dias, o mercado de conteúdo é um nicho em constante ascensão. A partir de políticas públicas e atuação das agências de fomento com a Ancine, os números crescem no Brasil, cerca de 9% ao ano. Hoje são 17 milhões de assinantes em TV paga e 300 novas séries foram produzidas entre 2001 e 2015. Estes dados foram anunciados por Cid Andrade, da Malagueta Filmes, durante a live da Associação Baiana do Mercado Publicitário, transmitida pelo Facebook nesta terça-feira (24).

Ele e Gabriel Pires, jornalista e gerente de conteúdo na Nordeste Lab, foram os convidados desta ação para falar sobre o mercado de conteúdo e as oportunidades que tem sido geradas a partir da popularização das TVs fechadas e outras plataformas. “O aumento dos canais gera maior procura por conteúdo e isso impacta, positivamente, em toda a cadeira produtiva do setor”, afirma Cid.

ft_mídia_socialNessa cadeia, por sinal, a Bahia pode contar vantagem com preços menos, agregando ao talento que lhe dá capacidade e expertise para atuar regional e nacionalmente. Quem dá a dica é Gabriel: “a Ancine, como agência reguladora, diz qual valor mínimo a ser pago pela licença desses produtos. As regiões Centro-oeste, Norte e Nordeste tem um desconto de 50% no valor de produção.”

Audiência – Quem também participou, direto de São Paulo, por Facetime, foi Pablo Reis, gerente de conteúdo da TV Aratu responsável pelo engajamento dos programas online da emissora iniciado em 2016. Direto de São Paulo, onde participava de um encontro anual das filiadas do SBT, ele destacou a importância de acompanhar as tendências e comportamento dos novos espectadores.

Foi a partir desta reflexão que a TV Aratu alcançou a maior audiência do Brasil, entre as afiliadas do SBT, com aumento de 130%. “Hoje produzimos 46 horas de conteúdo local próprio, inédito, tanto pra TV, quanto pra internet. São esses conteúdos digitais e de incentivo, feitos junto à outras produtoras que ajudam a chegar a este resultado, como esta parceria que temos com a ABMP também”, afirma, anunciando ainda que, em breve, a emissora vai publicar um edital para captação de novos projetos audiovisuais.

Quem Sabe Faz a Live acontece, quinzenalmente, sempre às terças-feiras, às 16h, na página da ABMP no Facebook. O próximo programa será sobre regionalização das mídias, no dia 8 de maio, com apresentação de Léo Sampaio e mediação de Pedro Valente.