Marca: Porto.

jun/2024

Há cerca de dois meses, deixei o Brasil e vim para a Europa, trazendo comigo a curiosidade de um estudante de marcas e estratégia. Foi assim que Porto me capturou, não só pela riqueza cultural, mas pelo seu posicionamento tão marcante. Este texto difere dos anteriores, nascendo de uma pequena pesquisa qualitativa e bibliográfica sobre a marca Porto, que, assim como a cidade, me fascinou desde o primeiro contato.

Marca de lugar.

As marcas, com seus significados, símbolos e valores, criam uma identificação única, influenciando a mente, atitudes e comportamentos dos consumidores, distinguindo-se da concorrência. Assim como produtos, cidades também devem ser concebidas e comercializadas, criando uma identidade positiva que ressoe com os habitantes e atraia visitantes.

Porto, com sua identidade própria, conquistou uma nova expressão gráfica em setembro de 2014. A missão dada ao designer Eduardo Aires pela Câmara Municipal foi clara: desenvolver uma identidade visual que capturasse a essência da cidade, que fosse além de ciclos políticos e temporais. O objetivo era simples, mas profundo: Porto precisava de uma imagem que fosse eterna, refletindo sua verdadeira essência.

Nuno Nogueira Santos, então adjunto do presidente para a comunicação, destacou que a Câmara queria se fundir com a cidade através da marca Porto. Esta ideia é um dos pontos mais interessantes da criação da marca. Porto não é apenas uma cidade, é uma entidade viva, vibrante, que se comunica de maneira clara e única.

A nova identidade visual de Porto expressa a tenacidade dos portuenses. O ponto final na palavra “Porto” é um símbolo dessa firmeza, enquanto a cor azul remete aos tradicionais azulejos que adornam a cidade, criando uma identificação imediata entre os residentes e a marca. Eduardo Aires e sua equipe se dedicaram a entender como o público, interno e externo, via e interpretava Porto. O resultado foi uma marca tipograficamente neutra, mas carregada de significado, capaz de gerar um envolvimento emocional profundo. Essa ligação emocional é visível nas atitudes dos portuenses: adesão voluntária da marca em eventos, uso de material promocional e até tatuagens com o logotipo da cidade. A participação em eventos e a adesão ao cartão Porto são reflexos desse envolvimento, bem como as tatuagens com a marca da cidade é um sinal claro do orgulho local.

A marca Porto se faz presente em todos os cantos da cidade, sendo é visível nos ecopontos, veículos da polícia, uniformes municipais, mobiliário urbano e transportes públicos. Esta onipresença reforça a identidade da cidade, tornando Porto reconhecível e acessível em todos os momentos. Além disso, a criação do portal de notícias “Porto.”  foi uma inovação a nível autárquico, pois é um canal de comunicação que fortalece a imagem positiva da cidade. O portal serve como uma fonte de informação essencial sobre eventos e novidades, sendo um meio de manter os residentes e visitantes informados e conectados. Outro instrumento de fidelização é o cartão de munícipe “Porto.”, que oferece benefícios em produtos e serviços municipais. Este cartão vincula os residentes à cidade, criando uma sensação de comunidade e pertencimento.

Porto é um exemplo brilhante de como uma marca de lugar pode se destacar em um mercado global competitivo. Os residentes, atuando como embaixadores, desempenham um papel crucial na promoção positiva da cidade. Desde 2014, a marca Porto tem sido um caso de sucesso, ganhando reconhecimento internacional e mostrando como uma cidade pode reinventar sua identidade de maneira eficaz e envolvente. Não é à toa que o Porto ocupa a 10ª posição entre as 50 melhores cidades para 2024, segundo o ranking da Time Out Global. A lista é liderada por Nova Iorque, seguida por Cidade do Cabo e Berlim. Lisboa também aparece na lista da influente publicação internacional, em 13º lugar.

De acordo com a Time Out Global, o Porto supera destinos renomados como Paris, Manchester, São Paulo, Los Angeles, Amsterdã, Miami, Dubai, Barcelona e Sydney. A excelência do Vinho do Porto é um dos aspectos destacados pela publicação, que também ressalta que 98% dos locais consideram a sua cidade bonita e 82% a consideram romântica.

A riqueza da azulejaria, um elemento que compõe a identidade visual da marca da cidade, é apontada como uma das razões para se gostar tanto do Porto, que foi eleito o Melhor Destino de Cidade do Mundo em 2022.

_______________
O conteúdo e opinião publicados neste artigo são de inteira responsabilidade do autor ou autora.

Emanuel Bizerra

Emanuel Bizerra

Colunista

Comunicólogo e ecologista, estudante de consumo, marcas e comunicação (Lato Sensu). Observador da vida cotidiana e amante da natureza, escrevo quando pede o coração

Mais artigos

Axé para quem é de Axé! Axé, Anitta!

A perda de seguidores após uma revelação religiosa pode ser encarada como um verdadeiro livramento divino. Aqueles que se afastam de nós nesse momento estão apenas mostrando que não estavam verdadeiramente alinhados com nossos valores e crenças mais profundas. É...

ler mais

Não era amor. Era pix. A relação por interesse.

Em um mundo cada vez mais movido por interesses e conveniências, é comum nos depararmos com relacionamentos que se baseiam em trocas e benefícios mútuos, em detrimento de sentimentos genuínos e conexões emocionais reais. O que antes era conhecido como amor, agora...

ler mais

junte-se ao mercado