O que esperarmos de 2022?

dez/2021

Acredito que uma das maiores lições que a pandemia me trouxe é que “a felicidade está onde meu coração se sente bem”. Sempre fui uma pessoa do mundo, e uma das minhas maiores paixões é viajar, assim como uma das maiores riquezas que podemos nos proporcionar. Isso eu aprendi e trago dos meus pais mesmo, felizmente. Por mais que valorize o meu lar e precise ter meu canto, cultivo amizade e carinho ao redor do mundo.

Mas o tema deste mês não são as lições da pandemia e, sim, o que devemos esperar de 2022. Aliás, o que queremos esperar de 2022? O mundo emerge esperança na mesma proporção que incerteza, o mundo emerge novas fronteiras e horizontes ao mesmo tempo que medo de termos novas ondas. Então, me questiono e questiono a vocês, o que vamos esperar de 2022?

E aqui eu gostaria de trazer uma auto reflexão (coisa que tenho tentado desenvolver há mais de 1 ano), vamos esperar que esse novo ano venha repleto de pensamentos positivos, empatia e esperança. Eu peço a todos, vamos fazer a nossa parte! Já estamos cansados de saber que “notícia ruim chega rápido” e “que aplausos para os nosso fracassos são sempre mais altos”. Mas então, o que nos resta? Absorver isso e deixar com que a incerteza e o medo nos afrontem?

Jamais, vamos encher nossos corações e mente de amor, paz e pensamentos positivos. Vamos fazer a nossa parte por um mundo melhor! Vamos fingir demência mesmo para àquilo que nos faz mal e não está no nosso controle! Vamos retribuir todo bem que temos recebido! Afinal, essa não foi a maior lição que a maioria diz ter desta pandemia?

Chegou o momento de arregaçarmos as mangas, e colocarmos em prática tudo aquilo que pregamos! Mas Fred, você não tem medo? Você vive em que mundo que não enxerga todo risco que estamos vivendo? Tenho sim, mas gosto de dizer que uma das minhas maiores qualidades é a CORAGEM. Coragem essa herdada pela minha heroína, amada vó!

Coragem de saber que eu posso fazer a minha parte, que eu posso seguir em frente mesmo com medo. Afinal, se tiver medo, vai com medo mesmo assim! E quando se sentir fraco, se reconecte aos lugares, pessoas e momentos que te renovam a fé. Sim, aquela linda fé que estou construindo e já relatei em outra coluna.

E, desta forma, declaro meu amor pela Bahia, sua terra, encantos e pessoas. Aqui eu me reconecto, aqui passarei mais uma das inúmeras viradas de ano na minha vida (e tenho certeza que não a última). Afinal, existem lugares no mundo que amamos visitar, conhecer, aproveitar…. mas tem sempre um lugar que nos conectam, trazem a paz e a leveza. E esse lugar é ÚNICO!

Então, para 2022, ache o seu lugar ÚNICO da sua vida, tenho certeza que ele te ajudará a seguir sempre em frente, independente do que venha a ocorrer!!!!!!!!!  

Fred Mette

Fred Mette

Colunista

Doutora em administração, amante e atuante nas áreas de finanças, marketing, empreendedorismo e inovação. Possui com experiência em consultoria, avaliação de negócios e planejamento estratégico e financeiro. Sócia e idealizadora da U-Plan Startup. Seus interesses de pesquisa incluem, principalmente, psicologia econômica, endividamento e bem-estar financeiro. Atualmente é professora na PUCRS, onde atua como agente de inovação e coordenação de programas de MBAs

Mais artigos

Me respeite. Eu sou favela.

Confesso que tentei criar um outro título para este artigo, mas foi uma missão quase impossível não considerar o nome do estudo recentemente realizado pela Youpper Insights. O orgulho e a satisfação já eram imensos por ter feito parte da organização do SCREAM –...

ler mais

O empreendedorismo saiu do armário

Ter um bom emprego, usufruir dos benefícios e contabilizar décadas dentro de uma mesma empresa já foi o sonho da maior parte da população profissionalmente ativa. Até eu, mesmo ciente do meu espírito empreendedor desde muito jovem, já vivi isso. As crises que mudam...

ler mais

Que roque sou eu?

O que vende mais, ficção ou realidade? Ou a junção de ambos? Não nego que sou apaixonado pela televisão. E a teledramaturgia está entre minhas paixões. Mesmo antes de contar com as novelas nas estratégias de marketing, elas já me encantavam com a majestosa arte de...

ler mais

O dia em que a terra parou

A Bahia nos deu grandes e inesquecíveis artistas. Uma das músicas do gênio Raul Seixas é a inspiração para o título deste artigo. Embalado por versos como:  “Essa noiteEu tive um sonho de sonhadorMaluco que sou, eu sonheiCom o dia em que a Terra parouCom o dia em que...

ler mais

Contagem regressiva – Já?!

Há pouco mais de um mês acompanhávamos as Olimpíadas e depois as Paraolimpíadas. Praticamente todas as competições das modalidades esportivas tinham início após uma contagem regressiva. Esportes como salto ornamental ou tiro esportivo não precediam uma contagem em voz...

ler mais

junte-se ao mercado