A vida começa após o carnaval para quem?

jan/2024

A vida começa após o carnaval para quem? Muito se fala, especialmente aqui na Bahia, que a vida só começa depois do carnaval. Mas será mesmo essa uma ponderação verdadeira? Eu, por exemplo, considerei começar o ano de forma mais leve, trabalhando e realizando as entregas necessárias, mas sem estresse. No meio desse planejamento, tive a programação de final de ano interrompida e precisei voltar às pressas a Salvador para uma reunião presencial da agência da qual faço parte hoje.

Na atuação no mercado, especialmente na área de comunicação, não há tempo para esperar. Enquanto alguns estão planejando o início de seus anos, nós já estamos fazendo isso ainda em outubro! Dezembro, janeiro e fevereiro passam como um piscar de olhos. Fechamento de planejamento, apresentação de resultados, execução de campanhas de verão, carnaval e tudo o que há de bom. Nossa vida após o carnaval existe sim; prova de garra mesmo é conseguir chegar até ela. E ano após ano, sempre conseguimos. E você? Já parou para pensar quantas entregas, feitos, reuniões estratégicas e planejamentos colocou em prática antes do carnaval?

Esse texto escrevo em meio a mil e outras demandas que tenho durante a semana, mas essa reflexão se fez importante, pois entendo que ela não é um chamado ao imediatismo, mas à noção de que temos que agir e não perder oportunidades. Não sou a favor de nenhum discurso que romantize o excesso de trabalho, mas que acredite que o que fazemos hoje faz sentido não apenas para os negócios, mas para mim mesmo. A vida não tem liga e desliga, e para quem acredita que ela só se inicia após o carnaval, saiba que do lado de cá ela nunca teve pausa.

_______________
O conteúdo e opinião publicados neste artigo são de inteira responsabilidade do autor ou autora.

Emanuel Bizerra

Emanuel Bizerra

Colunista

Comunicólogo e ecologista, estudante de consumo, marcas e comunicação (Lato Sensu). Observador da vida cotidiana e amante da natureza, escrevo quando pede o coração

Mais artigos

Axé para quem é de Axé! Axé, Anitta!

A perda de seguidores após uma revelação religiosa pode ser encarada como um verdadeiro livramento divino. Aqueles que se afastam de nós nesse momento estão apenas mostrando que não estavam verdadeiramente alinhados com nossos valores e crenças mais profundas. É...

ler mais

Não era amor. Era pix. A relação por interesse.

Em um mundo cada vez mais movido por interesses e conveniências, é comum nos depararmos com relacionamentos que se baseiam em trocas e benefícios mútuos, em detrimento de sentimentos genuínos e conexões emocionais reais. O que antes era conhecido como amor, agora...

ler mais

O furar bolhas necessário se cada dia

Você ainda acredita que furar bolhas é mimimi? Acorde, viu! Furar bolhas é fundamental para se tornar um profissional completo e capaz de agregar valor em sua área de atuação. Ao se manter restrito em um determinado ambiente, sem buscar experiências e conhecimentos...

ler mais

junte-se ao mercado