Dia Internacional da Mulher: anúncios sem texto e contexto

mar/2017

 

Quanto mais a mulher se empenha pela igualdade e em especial em ser valorizada e reconhecida pelo seu talento, mais a propaganda insiste em desqualifica-la com anúncios sem texto e contexto, a maioria em tons rosa ou similares, que são publicados todo ano nos jornais e nas mídias sociais a pretexto de homenageá-la na data de referência do Dia Internacional da Mulher, 08 de março. Tenho impressão que em algumas agências a pauta entra na criação, mais ou menos, assim:

–Crie qualquer coisa aí para o Dia da Mulher.

–Sim, mas quem, é o cliente?

– Depois a gente resolve e se não tiver a gente assina e pede uma cortesia ao jornal.

O fato é que com raras exceções a galera viaja na maionese e produz peças publicitárias que ao contrário de valorizar a mulher, são um insulto, quanto não banais ou apenas formais para cumprir a pauta. As assinadas pelas agências de propaganda conseguem ser as piores, já que falta a autocrítica, o questionamento, o olhar do cliente, chato, mas sempre oportuno e necessário. Cito aqui algumas dessas “perolas”:

– “Mulher. Você é a cerveja de meu copo”. (Assina: agência de propaganda)

–  “A mulher só não é mais perfeita por que não fomos nós que criamos”. (Assina: agência de propaganda).

– “Na Terra de Iracema, Raquel de Queiroz e Maria da Penha, as mulheres sempre foram destaque”. (Assina: governo estadual)

– “Mulher é tão interessante, que mesmo brava é linda”. (Assina: agência de propaganda)

– “Só uma mulher sabe o que é perder a chave dentro da própria bolsa”. (Assina: prefeitura de capital)

– “Mulheres são a harmonia perfeita entre briefing e criação” (Assina: agência de propaganda)

– “Por traz da beleza existe a força criadora do mundo”. (Assina: clínica de áudio)

– “Com 50,1% as mulheres são maioria em São Luiz. Engraçado. Nós também”. (Assina: concessionária de veículos)

– “Uma mulher de salto é poderosa, mas uma mulher de joelhos é invencível”. (Assina: candidato a prefeito, bispo de uma igreja)

– “Dia internacional do…Em cinco minutinhos fico pronta” (assina: agência de propaganda)

– “Bolsa. Um assunto que elas dominam com propriedade”. (Assina: uma faculdade)

Criar anúncios institucionais em datas comemorativas não é uma coisa simples, os criativos sabem disso, há a tendência ao lugar comum, ao modismo do discurso (este ano o tema será o empoderamento, ou, você duvida?) e aos chavões de todos os tempos e nesse caso específico do Dia Internacional da Mulher (assim como também o do Dia da Secretaria que se comemora em 30 de setembro, é campo (in) fértil para isso). E a intenção não foi o trocadilho.

Cria-se por criar, sem texto e pior sem contexto. Como se não precisasse.

 

 

Nelson Cadena

Nelson Cadena

Colunista

Escritor, jornalista e publicitário.

Mais artigos

Está na moda ser publicitário de novo. E você sabe porquê?

Você sabe como os influenciadores ganham dinheiro? E quem paga a assinatura da Netflix pela metade do preço? E aquele post sensacional do prédio novo? E o vídeo do mais novo lançamento da Apple? E a ação de marketing do novo carro da Tesla? Pois é meus amigos e minhas...

ler mais

Axé para quem é de Axé! Axé, Anitta!

A perda de seguidores após uma revelação religiosa pode ser encarada como um verdadeiro livramento divino. Aqueles que se afastam de nós nesse momento estão apenas mostrando que não estavam verdadeiramente alinhados com nossos valores e crenças mais profundas. É...

ler mais

IA na Publicidade: Estímulo ou Ameaça à Criatividade? 

O mundo da publicidade vive uma revolução com o avanço da Inteligência Artificial (IA), especialmente no campo da IA generativa (GenAI), que traz uma disrupção para a forma como o trabalho criativo e analítico é feito. Isso gera desejo e medo nos profissionais da...

ler mais

Seja bem-vinda Madonna, e volte mais vezes.

Sou educado, mas não me julgue, pois não assisti ao show ou me empolguei com a artista no Brasil. Motivo – não gosto muito desse tipo de evento miraculoso, que envolve mais encenação do que recursos e talentos em si. Todavia, isso não invalida a minha noção de que a...

ler mais

WEB SUMMIT: o que o summit dos summits resolve pro Brasil?

Para saber agora mesmo se você faz parte da bolha dos bem-sucedidos é simples: abra o LinkedIn e veja se no seu feed alguma das últimas cinco publicações é sobre o Web Summit.O summit dos summits aconteceu entre os dias 16 e 18 de maio, no Rio de Janeiro. Nos palcos,...

ler mais

Não era amor. Era pix. A relação por interesse.

Em um mundo cada vez mais movido por interesses e conveniências, é comum nos depararmos com relacionamentos que se baseiam em trocas e benefícios mútuos, em detrimento de sentimentos genuínos e conexões emocionais reais. O que antes era conhecido como amor, agora...

ler mais

junte-se ao mercado