Era Carnaval, Era Salvador….

fev/2023

A minha história de amor começou, era carnaval, era Salvador… e a minha coluna deste mês vem no clima de folia. Àquela tão amada (no meu caso) por alguns e tão odiada outros. Como é incrível uma festa do povo e da alegria gerar sentimentos tão conflitantes nas pessoas né?

Mas enfim, o meu objetivo é sempre falar de leveza, paz e alegria. Assim gostaria de contar um pouco sobre como nasceu essa minha paixão pelo carnaval! E pela Bahia também! Mas por que explicar Fred? Pois muitos, ao me olharem, já trouxeram comentários diversos sobre isso: “Logo você, loira, de olhos claros, tinha que ter algum defeito.”; “ Olha, tão inteligente, mas gostando de música ruim.” e ainda “ A Galega no samba.” E eu me pergunto, querem maior valorização cultural do que o carnaval?

E o que tudo isso tem a ver com a Bahia? Porque a Bahia respira carnaval, a Bahia respira raízes e cultura, a Bahia é o axé. Eu me apaixonei pela Bahia desde pequena, por uma paixão (diria que herdada) do meu pai. A Bahia me traz referências, força e energia. Eu complementaria a clássica canção de Dorival Caymmi… “quem não ama a Bahia, bom sujeito não é”. E por tantos anos indo à Bahia, frequentando ensaios do Olodum, Ara Ketu e Timbalada na década de 90, surgiu a minha paixão pelo carnaval.

E como não se arrepiar ao escutar: “Eu queria….Que essa fantasia fosse eterna… Quem sabe um dia a paz vence a guerra… E viver será só festejar, eô, eô….”? Impossível não encher o peito de orgulho de que temos a “Oitava Maravilha” do mundo e que realmente nunca deixaremos esse amor.

Vocês perceberam que minhas últimas frases foram em primeira pessoa né? Isso porque, apesar da minha terra natal não ser baiana, meu coração e minha alma são de lá. Com toda certeza! E eu me orgulho tanto disso….

A loira, galega, de olhos claros é só o que enxergam (ou querem), porque quem me conhece sabe o quanto valorizo e amo nossa cultura e raízes. E que rótulos e palavras são mínimas para quem sabe viver àquilo que realmente se identifica.

Sejamos verdadeiros! Apaixonados! Orgulhosos!…. em atitudes e por toda a vida!

 

“Já pintou o verão

Calor no coração

A festa vai começar

Salvador se agita

Numa só alegria

Eternos Dodô e Osmar…”

 

E estou indo lá fazer o que mais amo, SER FELIZ!

_______________
O conteúdo e opinião publicados neste artigo são de inteira responsabilidade do autor ou autora.

Fred Mette

Fred Mette

Colunista

Doutora em administração, amante e atuante nas áreas de inovação, empreendedorismo e novos modelos de negócios. Possui com experiência em consultoria, mentorias, avaliação de negócios e planejamento estratégico e financeiro. Sócia e idealizadora da U-Plan Startup. Atualmente é professora, coordenadora do curso de Administração e diretora acadêmica nacional de negócios e tecnologia da ESPM.

Mais artigos

Axé para quem é de Axé! Axé, Anitta!

A perda de seguidores após uma revelação religiosa pode ser encarada como um verdadeiro livramento divino. Aqueles que se afastam de nós nesse momento estão apenas mostrando que não estavam verdadeiramente alinhados com nossos valores e crenças mais profundas. É...

ler mais

Não era amor. Era pix. A relação por interesse.

Em um mundo cada vez mais movido por interesses e conveniências, é comum nos depararmos com relacionamentos que se baseiam em trocas e benefícios mútuos, em detrimento de sentimentos genuínos e conexões emocionais reais. O que antes era conhecido como amor, agora...

ler mais

O furar bolhas necessário se cada dia

Você ainda acredita que furar bolhas é mimimi? Acorde, viu! Furar bolhas é fundamental para se tornar um profissional completo e capaz de agregar valor em sua área de atuação. Ao se manter restrito em um determinado ambiente, sem buscar experiências e conhecimentos...

ler mais

O que o povo não sabe, não destrói.

Ei! O que você anda postando em redes sociais digitais? Até que ponto é válido postarmos tudo o que fazemos? Bora refletir. Em tempos de redes sociais digitais, é comum nos depararmos com a tentação de compartilhar cada detalhe de nossa vida online. No entanto, é...

ler mais

junte-se ao mercado