Imagens do real

dez/2016

Desde os primórdios das civilizações, as cidades têm sido o local por excelência da produção tecnológica, intelectual e artística nas mais variadas sociedades do planeta.

Seu papel na gestação de culturas originais informadas por elementos de diversos povos e movimentadas por uma incessante circulação de ideias, permitiu às urbis uma posição privilegiada no campo de conhecimento.

Espaços de diversidade étnica, linguística, comportamental e ideológica, as cidades são guardiãs do debate cultural em todas as épocas históricas e fontes inesgotáveis do imaginário coletivo.

As cidades são o lugar do hibridismo e do trânsito de informação. São caldeirões pluriétnicos e poliglotas. Enquanto espaços mestiços são espaços multiculturais, que enfatizam o reconhecimento e a visibilidade das diferenças.

A importância cultural e o fascínio que as cidades exercem se manifestam também na capacidade de construir e veicular imagens de si mesmas.

A cidade da Bahia teve o privilégio de contar com artistas plásticos, fotógrafos, músicos, dramaturgos, cineastas e escritores para moldar uma imagem potente e duradoura conhecida como baianidade.

Destaco aqui um ensaio de um cânone da literatura, João Ubaldo Ribeiro que pegou o bastão das mãos de Jorge Amado na escritura e veiculação de uma baianidade:

Não sou, Deus é grande, sociólogo, mas acho que a principal influência é africana, como quase tudo na Bahia. A noção de pecado não existe nas religiões africanas que chegaram ao Brasil. (…) Pecado, que pecado pode haver em desfrutar pacificamente dos prazeres que deus criou para nós nesse vale de lágrimas, sem fazer mal a ninguém, antes fazendo bem? (…) Sim, é isso e tudo mais na Bahia. Uma terrina de vatapá é um sol esplendoroso no meio de uma mesa de variedade inumerável, todas as cores, cheiros e ritmos fagulhando no ar, todos os sentidos mais acesos do que antes suporíamos possível, e prontos para trazer o mundo inteiro para dentro de nós. (…) E que é que se vai fazer, se tudo na Bahia é tesão clara, onipresente e incoercível? Desfrutar, é claro, ars longa vita brevis – tudo dentro da mais absoluta normalidade. Quem não concorda é que não deve ser normal (João Ubaldo in Revista Vogue Bahia, 1999).

 

A baianidade é uma das formas de construir, representar e tornar visível a cidade que, no contexto da cultura de consumo, torna-se mercadoria no vasto e competitivo mercado global. É uma imagem valiosa no campo do turismo.

Para amplificar a imagem da cidade da Bahia no campo da publicidade é fundamental multiplicar e diversificar textos e imagens. Investigar e identificar nichos da cultura popular/cotidiana e assim valorizar e visibilizar a diversidade de nosso estilo de vida. Através de uma rede de informações e ações estratégicas é possível recriar imagens do real, da vida real e espelhar no mercado publicitário a produção, a circulação e o consumo da nossa exuberante produção cultural.

Goli Guerreiro

Goli Guerreiro

Goli Guerreiro

Colunista

Pós-doutora em antropologia, curadora e escritora. Tem 6 livros publicados. Trabalha sobre repertórios culturais contemporâneos em diversos formatos: palestras, oficinas, mostras iconográficas, consultoria e roteiros para audiovisual.

Mais artigos

Puskas e a liderança em tempos de lifelong learning

Durante minha participação na Conferência Global da AMBA (Association of MBAs) em Budapeste, na Hungria, lembrei de Ferenc Puskás, ícone do futebol dos anos 1950. Para os mais jovens, isso pode parecer estranho, mas explico a relação. Não vi Puskás jogar, mas nasci...

ler mais

Está na moda ser publicitário de novo. E você sabe porquê?

Você sabe como os influenciadores ganham dinheiro? E quem paga a assinatura da Netflix pela metade do preço? E aquele post sensacional do prédio novo? E o vídeo do mais novo lançamento da Apple? E a ação de marketing do novo carro da Tesla? Pois é meus amigos e minhas...

ler mais

Axé para quem é de Axé! Axé, Anitta!

A perda de seguidores após uma revelação religiosa pode ser encarada como um verdadeiro livramento divino. Aqueles que se afastam de nós nesse momento estão apenas mostrando que não estavam verdadeiramente alinhados com nossos valores e crenças mais profundas. É...

ler mais

IA na Publicidade: Estímulo ou Ameaça à Criatividade? 

O mundo da publicidade vive uma revolução com o avanço da Inteligência Artificial (IA), especialmente no campo da IA generativa (GenAI), que traz uma disrupção para a forma como o trabalho criativo e analítico é feito. Isso gera desejo e medo nos profissionais da...

ler mais

Seja bem-vinda Madonna, e volte mais vezes.

Sou educado, mas não me julgue, pois não assisti ao show ou me empolguei com a artista no Brasil. Motivo – não gosto muito desse tipo de evento miraculoso, que envolve mais encenação do que recursos e talentos em si. Todavia, isso não invalida a minha noção de que a...

ler mais

WEB SUMMIT: o que o summit dos summits resolve pro Brasil?

Para saber agora mesmo se você faz parte da bolha dos bem-sucedidos é simples: abra o LinkedIn e veja se no seu feed alguma das últimas cinco publicações é sobre o Web Summit.O summit dos summits aconteceu entre os dias 16 e 18 de maio, no Rio de Janeiro. Nos palcos,...

ler mais

junte-se ao mercado