Na diáspora caribenha

jan/2017

 

Port of Spain é uma cidade intrigante. Em pleno mar do Caribe, a capital da ilha Trinidad vira as costas para o turismo massivo, embora exiba um patrimônio arquitetônico invejável e realize um dos mais vibrantes carnavais caribenhos embalado pelo calypso e pela soca. Os trinidadianos se orgulham de ter inventado as steels bands – orquestras percussivas modeladas em barris de petróleo (o ouro negro da ilha). A cidade habitada majoritariamente por negros e indianos guarda as marcas da longa colonização inglesa reveladas nos amplos parques de verde denso e abundante e sobretudo no casario Ginger Bread, estilo arquitetônico da Era Vitoriana. É interessante caminhar observando o desenho das casas em madeira que confere uma elegância antiga às suas ruas silenciosas por onde circulam luxuosos carros japoneses (será que eles têm buzina?). Mas o cenário imprevisível não esconde a atmosfera caribenha. O culto a Bob Marley impressiona. São muitos os rastafaris que mantêm longos dreadlocks. A música jamaicana e o reggae produzido em Trinidad são a trilha dos táxis, dos bares, clubes noturnos, e é impossível não assistir às altas doses de clipes de Bob exibidos nos vários programas de música na TV. É fácil encontrar lojas só com produtos com a marca Bob Marley como incensos, cadernos e finas boinas. No centro da cidade, discotecas ambulantes com estantes e auto-falantes oferecem uma variedade de compilações de música produzida no Caribe e na América do Norte. Como resistir às audições promovidas nas calçadas pelos sofisticados vendedores de discos que compilam as pérolas do ragga, funk, soca, ska, gospel e, claro, reggae music ? Mas o espaço privilegiado da celebração ao mundo negro é o Emancipation Celebration Festival que acontece em agosto e reúne artistas, políticos e ativistas de vários países. É o momento de ver os negros (38%) nas ruas para rememorar a história de sua emancipação política e social, portando roupas e turbantes afro e dançando ao som do calypso. Eles vêm de todas as áreas da cidade, dos bairros ricos e dos morros (nem tão pobres) que contornam Port of Spain. Velhos músicos de Laventille, morro próximo ao centro, berço do calypso, participam da parada, mostrando a potência do estilo até chegar ao Stadium par ver os shows internacionais enquanto pessoas discutem pautas como a tensão com a “raça indiana” e a posição das minorias branca e chinesa. Cotas? Não se discute. Há educação pública para todos até a universidade. Os negros estão em posição de supremacia política e igualdade socioeconômica com a maioria indiana (43%).

Para a historiadora e designer Lesley Noel, “O Caribe é o melhor dos mundos: sem a pobreza da África e as tensões raciais dos EUA”. Creio não ser possível generalizar a posição dos negros em todo o Caribe, mas sem dúvida Trinidad é uma interessante referência no mundo da diáspora.

 

Goli Guerreiro

Goli Guerreiro

Colunista

Pós-doutora em antropologia, curadora e escritora. Tem 6 livros publicados. Trabalha sobre repertórios culturais contemporâneos em diversos formatos: palestras, oficinas, mostras iconográficas, consultoria e roteiros para audiovisual.

Mais artigos

O que a vida quer da gente é coragem

Ultimamente, venho utilizando este espaço não apenas para discutir temas relacionados à carreira e ao mercado, mas também para entrelaçar esses olhares a outras percepções sobre a vida. Afinal, é dessa forma que vejo as coisas e acredito que isso pode ressoar em...

ler mais

Puskas e a liderança em tempos de lifelong learning

Durante minha participação na Conferência Global da AMBA (Association of MBAs) em Budapeste, na Hungria, lembrei de Ferenc Puskás, ícone do futebol dos anos 1950. Para os mais jovens, isso pode parecer estranho, mas explico a relação. Não vi Puskás jogar, mas nasci...

ler mais

Está na moda ser publicitário de novo. E você sabe porquê?

Você sabe como os influenciadores ganham dinheiro? E quem paga a assinatura da Netflix pela metade do preço? E aquele post sensacional do prédio novo? E o vídeo do mais novo lançamento da Apple? E a ação de marketing do novo carro da Tesla? Pois é meus amigos e minhas...

ler mais

IA na Publicidade: Estímulo ou Ameaça à Criatividade? 

O mundo da publicidade vive uma revolução com o avanço da Inteligência Artificial (IA), especialmente no campo da IA generativa (GenAI), que traz uma disrupção para a forma como o trabalho criativo e analítico é feito. Isso gera desejo e medo nos profissionais da...

ler mais

Seja bem-vinda Madonna, e volte mais vezes.

Sou educado, mas não me julgue, pois não assisti ao show ou me empolguei com a artista no Brasil. Motivo – não gosto muito desse tipo de evento miraculoso, que envolve mais encenação do que recursos e talentos em si. Todavia, isso não invalida a minha noção de que a...

ler mais

junte-se ao mercado