Seja o seu próprio herói

out/2021

É da natureza do ser humano buscar sempre referências de pessoas, àqueles que gostaríamos de ser, ou melhor, a nossa meta de vida. Aliás, de forma geral, é muito mais fácil terceirizarmos tudo em nossa vida, afinal, colocar a responsabilidade nos outros sempre soará melhor aos nossos ouvidos. Entretanto, uma das maiores virtudes do ser humano também deveria ser assumir suas próprias atitudes.

E penso a respeito disso há muito tempo, desde o fato “até onde vão os meus sonhos”, “onde eu quero chegar com todo meu esforço e dedicação” ou até mesmo “o que eu quero para a minha vida”. E parto da lógica que, muitas vezes buscamos ideais e metas, como se fossem benckmarks, mas sabemos que ninguém é igual nesta vida e muito menos consegue se tornar igual. Aliás, ninguém é insubstituível quando nos referimos a conquistas e cargos. 

E é sobre isso que trago essa reflexão hoje, por que não mudarmos essa necessidade de terceirizarmos tudo, inclusive nossos heróis, e nos tornarmos o nosso próprio herói? Tem uma frase que eu amo muito e levo para a minha vida, e desconheço o autor (se alguém souber, favor me avisar)….

 

“but darling, in the end, you have to be your own hero because everybody is busy trying to save themselves.”

Ou seja, quando mais ou menos precisarmos devemos ter a consciência de quem a nossa maior companhia ou força deve ser nós mesmos. Devemos aprender a nos admirarmos, entendermos, amarmos e, muito mais, termos orgulho da nossa trajetória. Não importa se algo foge dos padrões, mas tudo deve fazer sentido para a gente e nada além disso.

A ilusão da companhia, a dificuldade da solidão e a necessidade de aceitação seguem sendo obstáculos humanos. Mas devemos nos dedicar a isso não como sendo essencial ao nosso sucesso e felicidade, mas sim complementar ou acessório. Neste sentido, olhar mais o EU e aprender que ninguém é mais responsável pelo nosso sucesso ou fracasso pode ser essencial para a luta diária.

Portanto, SEJA O SEU PRÓPRIO HERÓI. Busque aquilo que vai fazer você se sentir orgulhoso e feliz! Não busque por padrões, mas busque ser o seu próprio padrão…. de esforço, batalha e conquistas. Até porque estar no lugar do outro, por mais que pareça satisfatório, pode não ser tão bom quanto você pensa. Afinal, “a grama do vizinho é sempre mais verde”.

Fred Mette

Fred Mette

Colunista

Doutora em administração, amante e atuante nas áreas de finanças, marketing, empreendedorismo e inovação. Possui com experiência em consultoria, avaliação de negócios e planejamento estratégico e financeiro. Sócia e idealizadora da U-Plan Startup. Seus interesses de pesquisa incluem, principalmente, psicologia econômica, endividamento e bem-estar financeiro. Atualmente é professora na PUCRS, onde atua como agente de inovação e coordenação de programas de MBAs

Mais artigos

Axé para quem é de Axé! Axé, Anitta!

A perda de seguidores após uma revelação religiosa pode ser encarada como um verdadeiro livramento divino. Aqueles que se afastam de nós nesse momento estão apenas mostrando que não estavam verdadeiramente alinhados com nossos valores e crenças mais profundas. É...

ler mais

Não era amor. Era pix. A relação por interesse.

Em um mundo cada vez mais movido por interesses e conveniências, é comum nos depararmos com relacionamentos que se baseiam em trocas e benefícios mútuos, em detrimento de sentimentos genuínos e conexões emocionais reais. O que antes era conhecido como amor, agora...

ler mais

O furar bolhas necessário se cada dia

Você ainda acredita que furar bolhas é mimimi? Acorde, viu! Furar bolhas é fundamental para se tornar um profissional completo e capaz de agregar valor em sua área de atuação. Ao se manter restrito em um determinado ambiente, sem buscar experiências e conhecimentos...

ler mais

O que o povo não sabe, não destrói.

Ei! O que você anda postando em redes sociais digitais? Até que ponto é válido postarmos tudo o que fazemos? Bora refletir. Em tempos de redes sociais digitais, é comum nos depararmos com a tentação de compartilhar cada detalhe de nossa vida online. No entanto, é...

ler mais

junte-se ao mercado