Tradição e inovação podem trabalhar juntos a serviço do bem

nov/2017

Em dezembro a Santa Casa da Bahia completa 468 anos de comprometimento com os baianos, o que me deixa muito à vontade para falar aqui sobre esta história. Afinal, muitas empresas hoje lutam para passar dos primeiros cinco anos de vida. Junte-se a isso, o fato desta instituição secular ser uma filantrópica.

Além de ter muita história para contar ao longo de todos estes anos, a Santa Casa tem também grandes conquistas a celebrar. Existente desde 1549, mesmo ano de fundação da cidade de Salvador, a Santa Casa da Bahia sempre teve o nobre propósito de estar a serviço do bem. Foi a única entidade do Estado a prestar assistência à população local por mais de dois séculos. Hoje, além de atuar na área de saúde, a instituição também presta serviços nas áreas de cultura, assistência social, educação e ensino e pesquisa. E o mais interessante é ver, de perto, como uma instituição secular consegue se manter aliando, de forma exemplar, tradição e inovação.

A Santa Casa possui um trabalho filantrópico de extrema importância para a sociedade e, por isso, tenho orgulho de integrar essa instituição desde 2002, quando passei a parte fazer da Irmandade da Santa Casa. De lá para cá, ocupei os cargos de tesoureiro e mordomo diretor de saúde, até ocupar a posição que tenho no momento, de Provedor, após ser eleito em 2014 e reeleito este ano. Trata-se de um cargo voluntário, mas que equivale ao do Presidente ou CEO em outras empresas. Os desafios enfrentados no decorrer desse período não são poucos, mas têm sido muito gratificantes, principalmente ao me deparar com a relevância e grandeza das ações realizadas pela instituição em prol da população.

Um exemplo disso pode ser visto na atuação social que impacta a vida de duas mil pessoas que recebem educação, formação profissional, orientação jurídica, cursos e incentivos. As atividades se dividem entre o Programa Avançar (Centro de Referência em Promoção Social e Capacitação do Bairro da Paz) e os sete Centros de Educação Infantil, que assistem cerca de 700 crianças com ensino em período integral, quatro refeições diárias, acompanhamento psicológico, nutricional e odontológico.

O Hospital Santa Izabel também representa bem a atuação da Santa Casa da Bahia, ao ser centro de referência em atendimentos de alta complexidade, especialmente nas áreas de Cardiologia, Oncologia, Ortopedia, Pediatria, Neurologia e Otorrino, dentre 39 especialidades. Como resultado do compromisso pela excelência, a tradicional unidade de saúde recebeu a Acreditação por Excelência – Nível 3, obtida através da metodologia da Organização Nacional de Acreditação (ONA), que prioriza a segurança do paciente, o gerenciamento de risco e da rotina e indicadores de qualidade e desempenho. No Brasil, menos de 2% das unidades de saúde possuem essa certificação máxima. E mesmo que isso pareça suficiente, a instituição já assumiu um novo desafio: o da busca pela certificação internacional, já sendo nomeado como integrante do QMentum International IQG, uma acreditação canadense, aplicada em mais de 30 países que utiliza critérios validados mundialmente.

Toda busca pela excelência passa, sem dúvidas, pela gestão profissional. A Santa Casa da Bahia busca constantemente se profissionalizar. Através da Fundação Dom Cabral, buscamos o desenvolvimento e capacitação de gestores e colaboradores em geral. Assim, reforçamos nosso compromisso em servir ao próximo e aliando a tradição e inovação, que tanto marcam a trajetória desta instituição.

Roberto Sá Menezes

Roberto Sá Menezes

Colunista

Provedor da Santa Casa da Bahia, fundador e presidente do Grupo de Apoio à Criança com Câncer da Bahia (GACC-BA), membro do Conselho Fiscal da Associação Obras Sociais Irmã Dulce (AOSID) e do Conselho Consultivo da Confederação das Santas Casas de Misericórdia do Brasil (CMB).

 

Mais artigos

Está na moda ser publicitário de novo. E você sabe porquê?

Você sabe como os influenciadores ganham dinheiro? E quem paga a assinatura da Netflix pela metade do preço? E aquele post sensacional do prédio novo? E o vídeo do mais novo lançamento da Apple? E a ação de marketing do novo carro da Tesla? Pois é meus amigos e minhas...

ler mais

Axé para quem é de Axé! Axé, Anitta!

A perda de seguidores após uma revelação religiosa pode ser encarada como um verdadeiro livramento divino. Aqueles que se afastam de nós nesse momento estão apenas mostrando que não estavam verdadeiramente alinhados com nossos valores e crenças mais profundas. É...

ler mais

IA na Publicidade: Estímulo ou Ameaça à Criatividade? 

O mundo da publicidade vive uma revolução com o avanço da Inteligência Artificial (IA), especialmente no campo da IA generativa (GenAI), que traz uma disrupção para a forma como o trabalho criativo e analítico é feito. Isso gera desejo e medo nos profissionais da...

ler mais

Seja bem-vinda Madonna, e volte mais vezes.

Sou educado, mas não me julgue, pois não assisti ao show ou me empolguei com a artista no Brasil. Motivo – não gosto muito desse tipo de evento miraculoso, que envolve mais encenação do que recursos e talentos em si. Todavia, isso não invalida a minha noção de que a...

ler mais

WEB SUMMIT: o que o summit dos summits resolve pro Brasil?

Para saber agora mesmo se você faz parte da bolha dos bem-sucedidos é simples: abra o LinkedIn e veja se no seu feed alguma das últimas cinco publicações é sobre o Web Summit.O summit dos summits aconteceu entre os dias 16 e 18 de maio, no Rio de Janeiro. Nos palcos,...

ler mais

Não era amor. Era pix. A relação por interesse.

Em um mundo cada vez mais movido por interesses e conveniências, é comum nos depararmos com relacionamentos que se baseiam em trocas e benefícios mútuos, em detrimento de sentimentos genuínos e conexões emocionais reais. O que antes era conhecido como amor, agora...

ler mais

junte-se ao mercado