Está na moda ser publicitário de novo. E você sabe porquê?

maio/2024

Você sabe como os influenciadores ganham dinheiro? E quem paga a assinatura da Netflix pela metade do preço? E aquele post sensacional do prédio novo? E o vídeo do mais novo lançamento da Apple? E a ação de marketing do novo carro da Tesla?

Pois é meus amigos e minhas amigas, a publicidade está em tudo. De novo, outra vez.

Ela que é uma atividade antiga, os faraós já pintavam paredes com seus feitos e vitórias. Está cada vez mais atual, cada vez mais cool. É bom ser filmmaker. Influencer é a profissão do momento. Penso, o que podemos achar uso de IA na criação de textos e imagens comerciais? E os profissionais de performance, o que falar sobre o assunto?

Analise comigo: se eu não consegui explicar o que eu iria fazer na minha profissão para a minha avó que nasceu pouco depois de 1900 e tinha 70 anos quando comecei em publicidade, imagine agora.

A comunicação se reinventa, se atualiza, pois o mercado pede, puxa.

Os cursos de propaganda estão cheios novamente. As agências estão lotadas. Se antes uma grande agência brasileira tinha pouco mais de 300 profissionais, hoje já temos agências com cerca de 800 colaboradores. E o melhor: esses talentos podem estar em qualquer lugar. São diversos, criativos, especiais e talentosíssimos. A indústria criativa e o ecossistema da comunicação cresceram, estão gigantes, empregando muita gente, movimentando ainda mais dinheiro e ficando mais democráticos. Sim, pequenos anunciantes agora fazem seus filmes com filmmakers do bairro e anunciam no Instagram, no Youtube e no TikTok. Muita gente está anunciando no Google. Sim, o link patrocinado, as palavras-chaves. Mas tem mais novidade: tem os grupos de WhatsApp que são uma verdadeira mídia onde se anunciam apartamentos, carros, deliveries e até serviço de dedetização. Tudo com layouts e textos bem pensados, afinal, quem faz a melhor peça se destaca e vende mais. Ah! Agora também o Mercado Livre e a Amazon são plataformas de mídia. Elas não são apenas lojas digitais elas vendem veiculação, posição das ofertas e diversos tipos de anúncios para a sua comunidade de vendedores.

É a era de ouro da propaganda outra vez. Na minha opinião, a publicidade nunca saiu de moda. Outros segmentos atraíram os talentos nos últimos anos, como as empresas de tecnologia, as startups e as fintechs. Mas agora as agências são martech, um termo bonito para mostrar que o marketing já está integradíssimo com a tecnologia. As agências usam Inteligência Artificial de ponta no seu dia a dia, têm os melhores computadores, os melhores celulares, as melhores câmeras e os melhores sistemas de análise de audiência e performance. Agora conseguimos medir tudo, e de tanto medir, descobrimos que não existe uma regra para os anúncios darem certo, não tem uma receita fixa para atingir o coração do consumidor, temos a certeza de que precisamos emocionar, envolver, criar experiências e isso vai muito além da tecnologia, isso precisa de cérebro, repertório e uma sensibilidade que os criativos das agências têm. É dedo no pulso do cliente, olho nos gráficos de performance e o velho e bom brainstorm.

Como é bom ver as faculdades de publicidade cheias novamente, mas o melhor é ver a pujança nas agências, o crescimento dos canais de comunicação das empresas e a profissionalização dos empreendedores. Hoje, um bom empreendedor imobiliário já chama a agência junto com o arquiteto, às vezes, só compra o terreno depois da opinião do seu time de comunicação.

Agregar valor com os nossos talentos, aumentar o desejo por produtos e a admiração das marcas, será sempre uma importantíssima função que os publicitários e as agências exercem.

_______________
O conteúdo e opinião publicados neste artigo são de inteira responsabilidade do autor ou autora.

Americo Neto

Americo Neto

Colunista

Sócio-fundador da Viamidia e Presidente da ABAP-Bahia

Mais artigos

Consumo insustentável na sociedade do excesso

Recentemente, fui convidado pelo Instituto Multiversidad Popular, em Posadas, na capital da Província de Missiones, na Argentina, para falar para os alunos de curso de pós-graduação. A missão da “Multi”, como a instituição é carinhosamente conhecida, é difundir...

ler mais

A potência oculta dos ritos de passagem

Vocês já repararam quantos ritos celebramos nos meses do verão? A temporada começa antes do Natal. Sagrados ou profanos, eles estão presentes nas tradicionais confraternizações que demarcam o fim do ano laboral, com os lúdicos “amigos-secretos”, típicos ritos “de...

ler mais

Priorizar a saúde mental

Foi há uns tantos anos atrás, eu atuava em um RH do Polo Petroquímico de Camaçari, foi quando escutei um operário chamar um colega de chão de fábrica, de Tarja Preta. Rodrigo era seu nome e ele havia usado antidepressivos ao longo de um período da doença. O bastante...

ler mais

Os saveiros e a aceleração social do tempo

Um dos produtos mais misteriosos que os mestres de saveiros transportavam nos barcos ancorados no Porto da Barra de minha infância era o Tempo. Traziam todo tipo de mercadoria para abastecer a feira livre do bairro, vindos das mais longínquas praias, muito além da...

ler mais

junte-se ao mercado