Globais ou “glocais”, qual dessas tendências pode ajudar mais o seu negócio?

mar/2020

Todo começo de ano somos impactados com dezenas de conteúdos que falam sobre tendências: de mercado, de consumo, de tecnologia, de tudo.

Normalmente, essas tendências trazem análises e comportamentos globais que são pulverizados mundo afora. Mas fico com a pergunta: de que vale trazer o que está acontecendo lá fora, se vivemos em um país totalmente diferente em cultura, desejos, hábitos, um país de tamanho continental, um país chamado Brasis? 

É claro que o que vem de fora tem muito valor, afinal, vivemos em um mundo hiperconectado as diferentes questões políticas, econômicas e sociais de muitos países impactam diretamente outros. A intenção desse artigo não é, de forma alguma, depreciar as informações vindas do exterior, muito pelo contrário, elas são verdadeiramente úteis. Mas de que adianta entender o que vem de fora se não conseguimos compreender o que acontece aqui dentro? Não podemos achar que só porque deu certo lá fora vai dar certo aqui também.

Respeito muito as tendências externas, mas sinto muita falta de ter informações que valorizem nossas raízes, que façam um diagnóstico e falem de tendências para o Brasil com base no que acontece no Brasil.

Uma vez que se tem a visão do que é esse país chamado Brasis, porque pensar apenas nas tendências globais e não nas “glocais”? Quais são as tendências para cada região, localidade, Estado? E o que podemos aprender ao observar os diferentes cenários como se fossem únicos? 

 Se uma das maiores tendências de mercado fala em customização e personalização, como utilizar as mesmas recomendações para públicos, por exemplo, do Sul e do Norte do país? A lição mais antiga da comunicação diz que quem deseja conversar com todo mundo acaba não falando com ninguém.

Quais são as nossas tendências, o que podemos aprender olhando para o nosso mercado e o que podemos trazer de novo para um futuro próximo?

As maiores oportunidades podem estar na observação e no aprendizado de mercado a mercado e isso impactar positivamente na compreensão global do negócio.

E você, já parou para pensar no que as tendências locais estão dizendo ou querendo te mostrar dentro da sua área de atuação?

Diego Oliveira

Diego Oliveira

Colunista

Fundador e CEO do Grupo Youpper Consumer & Media Insight. Expert in Consumer & Media Insights. Publicitário e mestre em Comunicação pela Cásper Líbero, especialista em gestão de projetos pela FGV, professor e supervisor universitário na ESPM nos cursos de Publicidade e Propaganda.
Mais artigos

Sociedade do cansaço: não aperte minha mente

A pandemia trouxe uma carga extra de cansaço, fadiga e exaustão. Ao estresse acumulado de antes, com as impotências nossas de cada dia, problemas, dívidas, prazos, metas desafiadoras, engarrafamentos e insegurança no emprego, etc., somaram-se novas doses de cansaço...

ler mais

O elefante no labirinto

Dizem por aí que psicoterapeutas e escutadores desenvolvem com o tempo orelhas de elefantes e são capazes de captar sons de baixa frequência, a longa distância. Eu conhecia outro extraordinário talento dos elefantes: sua habilidade de ler o chão, interpretar sinais...

ler mais

Vacina pouca, meu braço primeiro

Quando a gente tem que filmar a vacinação de idosos para que eles não sejam enganados pela malandragem de um agente de saúde cuja intenção secreta é ficar com a dose do imunizante, aí nos damos conta de que a ética que vigora na Grande Família do Brasil é a de...

ler mais

Janeiro: utopias, distopias e recomeços

Não me importo quando me chamam de utópico e sonhador. Encaro o senso de utopia de um jeito positivo, como uma competência criativa, uma capacidade de imaginar a vida para além das contingências. É uma ginástica da imaginação que nos estimula e dá propulsão. Como...

ler mais

Os afetos secretos do Natal

Qual dos Natais que está ganhando mais espaço na preferência das pessoas? O Natal-cultural, com ceia em família, a árvore e pisca-pisca na sala, os amigos-secretos, festas de firma, partilha de presentes? Ou será o Natal-fim-do-ano-fiscal, com fechamento do balancete...

ler mais

A dança dos vampiros no mundo do trabalho

Ouvi este surpreendente relato quando dava treinamento para trabalhadores de uma indústria calçadista gaúcha, creio que em 2008. Era fim de expediente e estávamos a psicóloga Irene, dois gerentes de Gestão de Pessoas e eu numa conversa informal, quando Felipão, um dos...

ler mais

junte-se ao mercado